O talvez e o conforto

Padrão

Talvez realmente existe algo/alguém maior que a gente e que onipresente como nos apresentam sabe toda vez que cai um fio de nosso cabelo. Talvez realmente para cada um de nós exista um anjo, um guia, que estará para sempre ao nosso lado nos protegendo e guiando. Talvez realmente nossos entes que já se foram estejam por aí nos cuidando. Talvez realmente nosso sexto sentido seja intuído por alguma alma boa que só quer que escolhamos o melhor caminho e talvez realmente tenhamos um caminho traçado. Talvez realmente um sonho possa significar uma mensagem ou uma mensagem possa vir através de outro ser animado ou não. Talvez realmente toda vez que ascendamos uma vela e fechamos os olhos nossos pensamentos e preces irão chegar ao local determinado e ouvidos certos. Talvez realmente estamos cercado desse invisível que tanto nos conforta e nos segura, através daquilo que muitos chamam de fé, nos piores e melhores momentos da vida.

Talvez não, talvez não exista nada, absolutamente nada além de energia física e o nada. Somos sozinhos por natureza e quiçá contamos com apoio de terceiros. Quem sabe seja só isso, viver, sobreviver, encontrar amores, perdê-los, levantar todos os dias sem realizar nada grande ou admirável, trabalhar para ter algo, ter uma família nos moldes que a vida nos proporcionou (do formato “um ser e uma planta” ao “grande família”), realizar um sonho aqui outro acolá, se sentir feliz alguns momentos e sentir o tédio ou vazio em tantos outros. Quem sabe seja isso, anos e anos cultivando seja o que for para um dia morrer, morrer sozinho ou cercado de carinho, mas simplesmente saber que ao fim seu cérebro se desliga e deu, fim da sua pequenina existência.

Não sei em qual grupo me encaixo, depende do humor, do dia, do momento. Sei que no meio de crenças e descrenças sobre o conforto emocional uma coisa é fato: não existe nada melhor que um abraço, um forte, prolongado e verdadeiro abraço. E não precisa ser de um conhecido amado, basta ser sincero em potência.

Abraço refaz o ânimo e a alma, seja qual alma você acreditar ter ou não ter.

Postado ao som do mantra Ôm Namo Shivaya

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s